Gastronomia

Gastronomia Espanhola

Os 700 anos de ocupação moura resultaram em amêndoas, frutas cítricas e temperos fragrantes que se tornaram ingredientes integrais da cozinha espanhola.
 
A descoberta do Novo Mundo resultou na introdução e larga aceitação de tomates, pimentas doces e chili, abobrinhas, muitos tipos de feijão, batatas, chocolate e baunilha.
 
O alho é um elemento indispensável na maioria dos pratos. A salsa é a erva popular e frutas secas aparecem frequentemente, muitas vezes moídas para fazer um molho. Cebolas, pimentões verdes ou vermelhos  e tomates são outras constantes na cozinha espanhola.
 
Valência e Murcia formam uma das regiões mais densamente povoadas e áreas agrícolas mais ricas da Europa onde exibem influências mouras distintas. Há plantação de laranjas e amêndoas, grandes hortas e campos de arroz.
 
A Andaluzia é a terra das azeitonas, azeite de oliva e dos alimentos fritos, particularmente a variedade de peixes e frutos do mar encontrados ao longo da costa. Em contraste, a Extremadura é uma terra árida, com homens rústicos e uma cozinha substancial simples, com muitos pratos de ensopados.
 
O vasto planalto central produz o queijo mais conhecido da Espanha, o Manchego, bem como outros queijos de leite de ovelhas. A região é mais conhecida como a terra dos assados, principalmente de carneiros novos e porcos suculentos.
 
A Galícia e as Astúrias são conhecidas pela qualidade de seu peixe e frutos do mar, b em como as excelentes empanadas. A cidra produzida na região é popular tanto para ser bebida como também para ser utilizada na culinária.
 
A província basca tem peixes e frutos do mar maravilhosos, provenientes do Oceano Atlântico e possui os tipos mais nobres de gado e ovelhas e laticínios da Espanha. Trutas dos riachos limpos das montanhas que nascem nos Pirineus são uma especialidade regional favorita, especialmente se cozida com presunto.
 
A comida da Catalunha é excitante e ricamente variada e exibe molhos interessantes, como o Romesco e o Allioli, ervas aromáticas e notável similaridade com a cozinha mediterrânea francesa, como a Zarzuela, prima direta da “bouillabaise”.
 
Originalmente, e ainda hoje em alguns bares, os tapas eram simplesmente algumas azeitonas ou amêndoas, e talvez uma seleção de queijos, linguiças e presunto serrano, e possivelmente cubos de tortilhas, servidos muitas vezes gratuitamente, para acompanhar um copo de um sherry fino. Atualmente os tapas vêm acompanhando mais ou menos qualquer prato frio ou quente, que pode ser servido em pequenas porções, podendo ser muito substanciais.  

Feira Gastronômica Espanhola

Feira Gastronomica Espanhola......vejam algumas fotos da festa abaixo.

Galeria de Fotos

  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola
  • Feira Gastronômica Espanhola


Páginas Relacionadas: